OM MANI PADME HUM

“As pessoas ficam doentes física e mentalmente. Para alguns, a vida é apenas um retardo para a morte; para outros, a morte é mais bem-vinda que a vida. Alguns levam uma vida miserável, incapazes de encarar a morte; outros se suicidam, por serem incapazes de encarar a vida. Estas experiências fazem você crescer por dentro. Se Deus não fez este mundo apenas para o sofrimento, e, se houver algo mais (e eu intuitivamente pressinto isso), eu o descobrirei."

Swami Sivananda

quinta-feira, 27 de maio de 2010

Gestação Saudável com Yoga

         
       A gestação é o acontecimento natural mais nobre na vida de uma mulher. Apesar disso, nesta fase, ela fica sempre mais ansiosa, pois é um período em que não somente seu organismo passa por várias modificações mas também a sua mente. Sabemos que essas modificações podem provocar alguns transtornos físicos (circulatórios, digestivos, anatômicos, cefaléias, etc.), e que, para evitar todas essas perturbações, a gestante precisa ter uma vida o mais tranqüila possível. Do ponto de vista médico, as orientações e o acompanhamento recebidos são fundamentais nesse processo milagroso de continuidade da Vida, mas o cuidado com o corpo também merece uma especial atenção da gestante.
A gravidez pode dar à mulher a oportunidade de conhecer o seu corpo e desenvolver a sua própria receptividade através das sensações novas que passará a sentir. É um momento oportuno para a mulher se aproximar de si mesma, pois o fato de estar carregando em seu ventre, durante vinte e quatro horas por dia, um novo Ser que se forma mais completo a cada dia pode servir de grande motivação para se entrar em contato com sua Essência Divina. Sinto esse momento como uma das maiores oportunidades para se testemunhar a presença Divina em nosso próprio Ser. E essa é a maior busca do caminho do Yoga.
Quando praticamos yoga, desenvolvemos nossos corpos físicos e treinamos nossas mentes através da execução dos asanas (posturas psicofísicas), da prática de meditação, dos cânticos de mantras, estudando os textos sagrados, etc. Tudo isso com o objetivo Maior de nos sentirmos plenos, reconhecermos que somos Divinos. E, com a possibilidade de “criarmos” um novo Ser, esse caminho torna-se muito mais evidente.
Não existe Yoga para Gestantes, pois as posturas dessa prática milenar são únicas e para todos, mas, por possuírem inúmeras variações são facilmente adaptáveis às diferentes necessidades dos praticantes. Portanto, a essa seleção de posturas que se destina a proporcionar bem-estar físico e emocional às mulheres gestantes damos o nome de Yoga Para Gestantes. E os benefícios desse trabalho na gestação são incontáveis.
Quando a gestante realiza os pranayamas (exercícios respiratórios específicos) durante uma aula ela não somente oxigena melhor todo seu corpo e seu bebê, mas também abastece ambos de muita energia vital. Isso é possível porque o trabalho respiratório, além de ser realizado com a Consciência, segue parâmetros desenvolvidos com a clareza da verdadeira Sabedoria e, por isso, têm sido preservados há milhares de anos. Ao respirar corretamente e com qualidade, a gestante terá autocontrole de suas emoções, o que será extremamente útil no momento de dar à Luz.
A prática das posturas por sua vez é de extrema importância no combate às dores nas costas tão comuns nesse período de vida das mulheres. A lordose da grávida, ocasionada pelo aumento progressivo dos seios e barriga, é o principal motivo dessas dores incômodas. Não é pequeno o acervo de posturas que trabalham a abertura pélvica e o alongamento e fortalecimento da musculatura que sustenta a coluna vertebral. E uma boa postura física é fundamental não somente para o corpo físico, mas também para o corpo energético. É pela coluna vertebral que circula a energia de kundalini.  Essa ativação da kundalini permite que a gestante se sinta mais bem-disposta.
Outro ponto precioso desse trabalho é o fortalecimento do assoalho pélvico. O assoalho pélvico é constituído por treze músculos auxiliados por fáscias e ligamentos (que funcionam como elásticos biológicos) localizados no fundo da bacia. Além de sustentar todo o peso abdominal,  é através dessa musculatura que o bebê passa num parto natural. Por isso, as vantagens do trabalho dessa região do corpo da mulher se refletem antes, durante e depois do parto como segue: Eliminando as incontinências urinárias (devido ao peso excessivo e conseqüente pressão sobre a bexiga e o períneo) relativamente comuns no terceiro trimestre da gestação; evitando o rompimento (devido à falta de elasticidade) do períneo durante a passagem do bebê e permitindo um retorno mais fácil da musculatura ao seu tônus natural após o parto.
Por fim, ressaltando os benefícios mentais e emocionais, voltamos ao início do assunto chamando a atenção para a importância de um trabalho que leve a gestante à busca do autoconhecimento e ao estabelecimento do contato íntimo da mãe com o bebê em seu ventre, o que muitas vezes, em função de uma rotina de vida agitada, não ocorre por falta de tempo. As aulas de yoga servem para que essa gestante possa frear seu ritmo e manter a mente estável e focada na maior Obra de sua existência. Por outro lado, o yoga ajuda a canalizar as emoções tão flutuantes nesses momentos de vida da mulher, por conta da influência de doses cavalares de hormônios produzidos em seu organismo, para a autopercepção da maravilha que é vivenciar o estado de estar gerando um novo Ser!

Namaste,
Glaucia Cantergiani

sexta-feira, 7 de maio de 2010

Yoga Para Crianças: Mais Uma Atividade Física Ou Uma Boa Saída Para A Humanidade?

      As crianças que habitam o planeta nos dias atuais são diferentes, estão vindo diferentes e mais abertas. Atualmente, há vários estudos que mencionam as crianças índigo e cristal, que vieram com a missão de trazer ao mundo mais espiritualidade e menos moralidade, em seu sentido estrito e fechado. São crianças mais intuitivas, espontâneas, resistentes à moralidade estrita e restritiva, dotadas de uma grande imaginação (incluindo-se dons paranormais, embora nem sempre sejam do conhecimento da própria criança). No entanto, elas estão recebendo cargas pesadas de influências negativas das mais variadas fontes por parte de nosso mundo: radiações (emissão de ozônio, celulares, microondas, etc.); trânsito; poluição atmosférica; poluição mental; alimentos desqualificados nutritivamente; atividades excessivas (TV, games, internet, escola, esportes, etc.).

       É aí que devemos parar para refletir de que forma nós, pais e adultos atuantes na sociedade, podemos cumprir nossos papéis como responsáveis por fornecer ferramentas para que as crianças de hoje sejam auxiliadas a tornarem-se o adulto de amanhã que fará a diferença na criação de um mundo melhor.

      Os efeitos positivos da prática do Yoga vêm sendo cada vez mais difundidos no ocidente e, aos pouquinhos, mais e mais adultos vêm se beneficiando com essa nobre filosofia. Entretanto, nas aulas de Yoga para adultos, procuramos relembrá-los do contato da consciência com a alma, enquanto que para as crianças ensinamos-lhes a crescer sem perder esse contato. Portanto, a abordagem se torna diferente e os benefícios mais estruturais e profundos.

      Atualmente, podemos encontrar vários sites e artigos sobre a prática do Yoga voltada para crianças, mais e mais pessoas vêm pesquisando o assunto e várias ONG’s, ao redor do globo e na índia, estão surgindo tendo como metas os valores humanos para as próximas gerações, o que é muito bom. Além dos vários benefícios já conhecidos, tanto no passado quanto nos dias atuais, o Yoga tem se mostrado uma ferramenta poderosa na formação do caráter e da personalidade de quem o pratica. É uma prática que cria bases para uma vida saudável, pois, através de exercícios físicos, respiratórios, práticas de relaxamento e técnicas meditativas, adaptados à idade infantil, é possível inserir a criança na filosofia do Yoga, através de jogos e atividades lúdicas, que possui ferramentas que auxiliam na superação e compreensão dos medos e estados de ansiedade, promovendo a tranqüilidade. Através dos ensinamentos filosóficos do Yoga, as crianças ampliam as percepções do corpo e da mente, desenvolvem a concentração, auto-estima, equilíbrio e agilidade. E nós também podemos ser os portadores dessa mensagem a fim de que cheguem às nossas crianças.

      Agora que já temos alguns parâmetros é só decidir que caminhos apresentar a nossas crianças, e que valores desejamos que permeiem o mundo que eles habitarão. Obviamente, esta é apenas uma das opções, mas o mais importante é estarmos conscientes do nosso papel no futuro da humanidade.