OM MANI PADME HUM

“As pessoas ficam doentes física e mentalmente. Para alguns, a vida é apenas um retardo para a morte; para outros, a morte é mais bem-vinda que a vida. Alguns levam uma vida miserável, incapazes de encarar a morte; outros se suicidam, por serem incapazes de encarar a vida. Estas experiências fazem você crescer por dentro. Se Deus não fez este mundo apenas para o sofrimento, e, se houver algo mais (e eu intuitivamente pressinto isso), eu o descobrirei."

Swami Sivananda

quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014

Quando a Ciência se Aproxima da Espiritualidade!

“Anestesiamos a vulnerabilidade. Vivemos num mundo vulnerável, mas a forma como lidamos com isso é anestesiar a vulnerabilidade; porque  a vulnerabilidade é o centro da vergonha e do medo, e da nossa luta por merecimento. Mas, parece que também é a origem da alegria, da criatividade, do pertencimento, do amor. Você não pode seletivamente anestesiar emoções. Não é possível dizer: aqui está a parte ruim, aqui está a dor, aqui está a vergonha, aqui está o medo, aqui está o desapontamento e eu não quero sentir isso, então, vou tomar umas cervejas... Você não consegue anestesiar esses sentimentos pesados sem anestesiar os outros sentimentos, nossas boas emoções. Você não pode anestesiar seletivamente. Assim, quando anestesiamos os sentimentos não desejados, anestesiamos também a alegria, a gratidão, a felicidade. E ficamos infelizes, procurando por propósito e sentido, e nos sentimos vulneráveis, e tomamos uma cerveja... E isso se torna um ciclo perigoso.

O jeito é nos deixarmos ser vistos, vistos profundamente, vistos vulneravelmente, amar com todo o coração mesmo que não haja garantia, praticar gratidão e alegria, e acreditarmos que somos suficientes, pois quando despertamos o sentimento de “sou suficiente”, paramos de gritar e começamos a escutar, somos mais bondosos e gentis com as pessoas ao nosso redor e conosco.”
Brene Brown



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Este é um Espaço para trocas. Deixe aqui seus Comentários e/ou Perguntas!