OM MANI PADME HUM

“As pessoas ficam doentes física e mentalmente. Para alguns, a vida é apenas um retardo para a morte; para outros, a morte é mais bem-vinda que a vida. Alguns levam uma vida miserável, incapazes de encarar a morte; outros se suicidam, por serem incapazes de encarar a vida. Estas experiências fazem você crescer por dentro. Se Deus não fez este mundo apenas para o sofrimento, e, se houver algo mais (e eu intuitivamente pressinto isso), eu o descobrirei."

Swami Sivananda

sexta-feira, 25 de agosto de 2017

Da próxima vez que fizer sua prática ou sentar para meditar, lembre-se: Voce pode estar realmente mudando sua vida!

Para quem pratica Yoga, Meditação, Tai Chi Chuan e outras práticas algumas vezes ainda conhecidas no ocidente como 'alternativas', não há novidade em ouvir sobre a capacidade de transformação na saúde física, mental e emocional que essas práticas proporcionam ao ser humano.




Entretanto, nesse artigo do Dr. Joe Dispenza (neurocientista, quiroprata, conferencista e autor), além da experiência constatada por quem se dedica a praticar yoga regularmente, podemos enxergar por dentro o que ocorre em nossos sistemas quando trazemos estas ciências para as nossas vidas.

As Universidades de Coventry and Radboud publicaram novas pesquisas no jornal Frontiers in Immunology sugerindo que os benefícios dessas práticas vão muito além de fortalecer o corpo e acalmar a mente, eles iniciam-se no nível molecular e podem mudar nosso destino genético. Ou seja, são capazes de reverter reações moleculares no nosso DNA que causam doenças físicas e depressão.

Tudo começa pelo estresse, esse vilão tão conhecido em nossas vidas que já caiu na banalidade... mas que é um verdadeiro assassino silencioso. 

O estresse produz um efeito inflamatório, que por sua vez dispara nosso sistema imunológico. Isso era de grande valia na era pré-histórica, pois protegia o homem contra infecções em feridas quando se deparavam com situações de alto risco. Entretanto, hoje, vivenciamos o estresse psicológico, e de longo prazo. E a manifestação persistente dos gens 'pro-inflamatórios' passa a ter como resultado a geração de problemas de saúde física e psiquiátricos.

Nessas pesquisas que duraram cerca de 11 anos, envolvendo 18 estudos e 846 participantes, foi possível analisar a forma como os gens se organizam para produzir proteínas. As proteínas são os blocos de construção do corpo, que influenciam a nossa composição biológica, funcionamento cerebral e sistema imunológico. Ou seja, elas são responsáveis pela estrutura e função do corpo.  Esse estudo aponta um padrão de alterações moleculares que ocorrem no organismo quando praticamos atividades com foco na mente e no corpo, que acaba por resultar em alterações benéficas na saúde mental e física.

Como isso acontece? Agora, um pouquinho de paciência com a parte técnica :)...

Nosso Sistema Nervoso Simpático (SNS) é responsável por uma resposta automática denominada "luta e fuga", que ocorre em todas as circunstâncias de estresse. Quando esta reação acontece, o organismo produz uma molécula chamada 'NF-κB (factor nuclear kappa B)'. Este fator nuclear regula a forma de expressão dos gens, que por sua vez produzem proteínas denominadas citocinas, que por sua vez atuam aumentando a resposta inflamatória no nível celular. Estas inflamações são benéficas numa reação de "luta e fuga" de curto prazo, porém, a longo prazo, esse efeito pode elevar os riscos de câncer, envelhecimento precoce e doenças psiquiátricas, como, depressão. 

Enfim, o que o estudo aponta é que as pessoas que praticam atividades focadas na mente e no corpo como yoga e meditação produzem o efeito oposto. Ou seja, seus corpos experienciam uma diminuição na produção do fator NF-kB e de citocinas. Isso se traduz num padrão de expressão genética pró-inflamatória, resultando na diminuição do risco de doenças relacionadas com processos inflamatórios. E mais: "Estas atividades estão deixando uma "assinatura molecular" em nossas células, que reverte o efeito que o estresse e a ansiedade produzem no corpo, modificando a forma como nossos gens se expressam", Ivana Buric, pesquisadora líder da Universidade de Coventry.

Provavelmente, esse é um dos motivos porque quanto mais nos aprofundamos nas práticas de yoga, meditação, entre outras, menos frequentamos consultórios médicos, consumimos remédios, nos submetemos a cirurgias, e mais qualidade de vida adquirimos.

Da próxima vez que fizer sua prática ou sentar para meditar, lembre-se: Voce pode estar realmente mudando sua vida!

Traduzido e resumido por Glaucia Cantergiani

Aqui, voce encontra alguns artigos, incluindo o texto original na íntegra, se quiser dar uma conferida: 

http://www.drjoedispenza.com/blog/meditation/the-positive-effects-of-yoga-and-meditation-at-the-molecular-level/
https://www.sciencedaily.com/releases/2017/06/170615213301.htm
http://journal.frontiersin.org/article/10.3389/fimmu.2017.00670/full

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Este é um Espaço para trocas. Deixe aqui seus Comentários e/ou Perguntas!